Johnny Ruffo lamenta câncer no cérebro e diz ter raiva da doença: “Positividade não cura”

Johnny Ruffo

Johnny Ruffo
Johnny Ruffo fez um desabafo ao comentar sobre o diagnóstico da doença – Foto: Reprodução

Lidando com um câncer no cérebro, o ator Johnny Ruffo fez um relato sobre a doença, em entrevista ao programa de rádio Fitzy and Wippa, e contou que sente raiva da situação em seu desabafo. O ator australiano de 34 anos explicou sobre seu tratamento e disse que está triste.

Definitivamente não estou feliz com isso. Estou com raiva disso. Há tantas emoções que eu sinto sobre… Estou com raiva. Estou triste. Eu estou… há tantos sentimentos que estão apenas enrolados. Às vezes você não sabe o que sentir. Estou triste”.

Ruffo admitiu, ainda, que fica indignado ao receber mensagens de pessoas que pedem para que ele seja “positivo” nas redes sociais: “Isso realmente me irrita, porque a positividade não cura o câncer. Eu sou a pessoa mais positiva que existe. E eu fico tipo, você acha que eu não estou sendo positivo?”

View this post on Instagram

A post shared by Johnny Ruffo (@johnny_ruffo)

E se eu morrer, é porque não fui positivo?“, questionou. Johnny também acrescentou que tem momentos bons em meio a diversos outros períodos difíceis, principalmente com os que tem passado com a namorada, além de tentar “encontrar a bondade e a alegria em cada pequeno momento”.

Johnny Ruffo falou sobre a perda de memória

Em outra entrevista, o artista fez um relato emocionante ao desabafar sobre seu diagnóstico de câncer no cérebro e revelar ter perdido a memória em razão da doença. Ao programa The Project, ele ainda disse que ficou com dificuldades para falar.

“Muito disso você não se lembra porque passa por um trauma, especialmente com o câncer no cérebro. Minha memória não é nada do que costumava ser, então eu esqueço muitas coisas… [Escrever] traz coisas à tona, sejam lembranças felizes ou tristes“.

Com um prognóstico terminal, Johnny ainda admitiu ter achado a luta contra o câncer “muito difícil”. “Eu senti que estava apenas chutando gols e não podia errar. E então, de repente, eu bati em uma parede de tijolos e tudo desabou sobre mim e o mundo inteiro veio abaixo“.

Carregar Mais Notícias